terça-feira, 17 de maio de 2022

Novo espaço de leitura lúdica na BE

 A Biblioteca Escolar disponibiliza um novo espaço informal de leitura e socialização. Trata-se  da varanda, mobilada com cadeiras, mesa de apoio com jornais e revistas e chapéu de sol para os dias bonitos.

Esta aquisição foi possível graças ao projeto LER, VER e PENSAR, integrado no "Movimento 14-20 A LER" com financiamento pelo PNL 2027.

Aqui fica o convite para  a comunidade educativa desfrutar deste espaço  de leitura lúdica!



Profª Bibliotecária: Ana Cristina Tavares


segunda-feira, 9 de maio de 2022

Semana da Europa - 9 a 13 de maio

Celebra-se no dia 9 de maio de 2022 o DIA DA EUROPA . Ao clicar poderá aceder a informação variada e conhecer as várias atividades comemorativas. 

A nossa biblioteca escolar também vai comemorar, entre 9 e 13 de maio, a SEMANA DA EUROPA. Assim, haverá uma exposição de livros de autores de vários países europeus. Venha conhecê-los! Alguns trabalhos de alunos de 7º ano, sobre esta temática,  irão igualmente constar da exposição.

Os alunos e professores poderão assistir a sessões de cinema europeu na sala de audiovisuais. Eis os filmes (curtas-metragens) em exibição que serão seguidos de debate.

  • Dia 10 de maio Canta/Mindenki da Hungria
  • Dia 11 de maio O Pai de Adnan da Dinamarca
  • Dia 13 de maio, La peur, petit chasseur da França e História trágica com final feliz de Portugal


Imagem: Preparação da exposição bibliográfica com a aluna Leonor R. do 7º ano

Um especial agradecimento à Profª Rosa Monteiro que colaborou nesta atividade.


A equipa da Biblioteca Escolar: Ana C. Tavares e Teresa Santos

quinta-feira, 5 de maio de 2022

A literatura para aproximar as pessoas - Agualusa

 No âmbito da comemoração do  Dia  da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP convidamos a assistir a um breve  vídeo do escritor José Eduardo Agualusa sobre a importância da leitura na aproximação das pessoas e na construção de pontes de entendimento.



Profª Bibliotecária: Ana Cristina Tavares

segunda-feira, 2 de maio de 2022

Desafio matemático de maio!

 Eis o último desafio matemático do ano letivo de 2021-2022!


Prof. António Percheiro e Profª Ana Cristina Tavares


sexta-feira, 29 de abril de 2022

Palavras para a mãe!

 

Aqui fica um poema e uma pintura para celebrar o Dia da Mãe no 
1º domingo de maio!

Palavras para a Minha Mãe

mãe, tenho pena. esperei sempre que entendesses
as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz.
sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente.

pelas palavras que nunca disse, pelos gestos que me pediste
tanto e eu nunca fui capaz de fazer, quero pedir-te
desculpa, mãe, e sei que pedir desculpa não é suficiente.

às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo,
a fotografia em que estou ao teu colo é a fotografia
mais bonita que tenho, gosto de quando estás feliz.

lê isto: mãe, amo-te.

eu sei e tu sabes que poderei sempre fingir que não
escrevi estas palavras, sim, mãe, hei-de fingir que
não escrevi estas palavras, e tu hás-de fingir que não
as leste, somos assim, mãe, mas eu sei e tu sabes.

José Luís Peixoto, in "A Casa, a Escuridão"



Pablo Picasso, "Woman with child on the seashore" - in Art Institute of Chicago 

(Profª Bibliotecária: Ana Cristina Tavares)

terça-feira, 26 de abril de 2022

Solução do desafio matemático de março!

 


Desafio matemático de março.

Solução do mês de março:

DESAFIOS MATEMÁTICOS

SoluçãoO número de problemas verdes é 15.

Se foram resolvidos 60 problemas por cada aluna, então no total foram obtidas 180 resoluções ( 60 x 3 = 180 ). Ora como os problemas são só 100, então 180 – 100 = 80 resoluções.

Como dos 100 problemas 35 foram realizados só por uma aluna, então 100 – 35 = 65 problemas cujas resoluções foram realizadas duas ou três vezes.

Então 80 – 35 = 15 resoluções realizadas simultaneamente pelas 3 alunas.

O Diagrama de Venn ilustra a situação.



Prof. António Percheiro e Profª Ana Cristina Tavares


segunda-feira, 25 de abril de 2022

25 de abril com poesia e cinema

 Aqui fica o convite para se recordar o 25 de abril de 1974 com a leitura de 2 poemas, a seguir transcritos, e o visionamento da película de Sérgio Graciano intitulado O implicado que estreou a 14 deste mês. Este filme, em jeito de biografia e inspirando-se na obra de António Sousa Duarte,  centra-se na figura icónica do capitão Salgueiro Maia.


Nesta imagem de tropas e tanques dos soldados de abril, no Largo do Carmo, vemos Salgueiro Maia à esquerda, a caminhar. (Fonte da Imagem: Centro de Documentação 25 de abril - Universidade de Coimbra).


"A Rapariga do País de Abril

Habito o sol dentro de ti
descubro a terra aprendo o mar
rio acima rio abaixo vou remando
por esse Tejo aberto no teu corpo.

E sou metade camponês metade marinheiro
apascento meus sonhos iço as velas
sobre o teu corpo que de certo modo
é um país marítimo com árvores no meio.

Tu és meu vinho. Tu és meu pão.
Guitarra e fruta. Melodia.
A mesma melodia destas noites
enlouquecidas pela brisa no País de Abril.

E eu procurava-te nas pontes da tristeza
cantava adivinhando-te cantava
quando o País de Abril se vestia de ti
e eu perguntava atónito quem eras.

Por ti cheguei ao longe aqui tão perto
e vi um chão puro: algarves de ternura.
Qaundo vieste tudo ficou certo
e achei achando-te o País de Abril."

Manuel Alegre (in 30 Anos de Poesia, D. Quixote)

******

"A Cor da Liberdade

Não hei-de morrer sem saber
Qual a cor da liberdade.
Eu não posso senão ser
Desta terra em que nasci.
Embora ao mundo pertença

E sempre a verdade vença,
Qual será ser livre aqui,
Não hei-de morrer sem saber.
Trocaram tudo em maldade,
É quase um crime viver.

Mas embora escondam tudo
E me queiram cego e mudo,
Não hei-de morrer sem saber
Qual a cor da liberdade."

Jorge de Sena (in Obras de Jorge de Sena, Poesia, Ed. 70)


A Profª Bibliotecária: Ana Cristina Tavares